Opinião | A Segunda Vinda de Cristo à Terra, João Cerqueira


Antes mais, quero agradecer ao autor, João Cerqueira, a amabilidade de me ter enviado este livro para ler e dar a minha opinião.
O contacto do autor surgiu após ter partilhado a minha opinião sobre o livro Reflexões do Diabo, um dos meus preferidos desde ano, até agora. Foi uma honra e um orgulho receber este contacto e ver o interesse do autor na minha modesta opinião.
Estarei eternamente grata e será sempre lembrado como o primeiro autor a estabelecer contacto directo com o Panemic Books, em qualquer sentido 💜
É extremamente gratificante quando vemos que o nosso "trabalho" é reconhecido e acarinhado. Obrigada!

E, na semana em que se celebra o Dia do autor português (22 de Maio), nada melhor do que trazer-vos uma opinião sobre o livro de um autor nosso.


Título: A Segunda Vinda de Cristo à Terra
Autor: João Cerqueira
Editora: Estação Imaginária
Ano: 2015
Páginas: 196


O filme Jesus de Montreal de Denys Arcand inspirou-me a tentativa de criar um romance onde um Jesus contemporâneo revive os episódios mais importantes da sua anterior vida. A leitura da Bíblia tornou claro que o caminho teria de ser outro. Acontecimentos sociais e políticos recentes iluminaram a via a seguir. Dotado de um sentido de humor único, rico nas metáforas, refrescante e imaginativo, João Cerqueira continua a receber as melhores críticas nacionais e internacionais ao seu trabalho. Para a sua segunda vinda à Terra, Jesus não podia ter escolhido um lugar melhor: Portugal. Depois de conhecer a ativista Madalena - que luta por um mundo melhor -, Jesus vê-se envolvido em situações de conflito. Vai conhecer os ''ecologistas radicais'' que o obrigam a confessar-se, um autarca corrupto, empreiteiros sem escrúpulos, um comandante da GNR forçado a fazer de Pilatos, habitantes de bairros degradados, um bruxo. A Segunda Vinda de Cristo à Terra aborda fenómenos de conflitualidade social e política que ocorrem no nosso país. De forma crua e inteligente, o autor conduz o leitor por uma história fascinante onde… no fim... é Portugal que acaba na cruz.



A Segunda Vinda de Cristo à Terra é um livro que engana pelo seu tamanho. Apesar de ter menos de 200 páginas, não foi um livro que demorasse pouco tempo a ler.
Pautado com humor, ironia e muita crítica à sociedade e à política de um Portugal (por esta altura) mais ou menos contemporâneo, é um livro que acaba por ser bastante denso e por ter muita informação para assimilar.
Traçando paralelos com algumas passagens Bíblicas, João Cerqueira traz-nos uma visão crítica do país que pega em assuntos que nenhum outro autor provavelmente ousaria tocar ou «brincar». Temas sérios e temas menos sérios, igualmente delicados, são condensados neste livro, cuja capa pode não convencer nem apelar à leitura. Um conselho: deixem esse preconceito de lado até porque, na minha opinião, a capa afasta-se muito do tema e propósito do livro.
O que tenho de facto a apontar (especialmente em relação ao Reflexões) são os diálogos que, na minha opinião, podiam ser mais elaborados e estruturados. Enquanto a linguagem de um meio rural pode assentar na perfeição em certos discursos, a oralidade mais jovem tem, a meu ver, demasiadas formalidades e floreios.
No geral, é uma leitura que diverte e que permite uma reflexão e introspecção sobre a mentalidade portuguesa, sobre a corrupção, sobre a consciência ambiental e sobre os meios necessários para alcançar os fins desejados, entre outros temas que estão sempre na ordem do dia de há uns anos para cá. É, portanto, uma leitura importante para despertar as mentalidades para os problemas do quotidiano, para espicaçar a ética e digladiar a moral dos comuns mortais.
Apesar de apenas ter lido mais um livro do autor, acho que posso já assegurar que as suas obras não são próprias para os mais sensíveis. Muitos podem sentir que as suas opiniões sobre certas matérias estão a ser atingidas, muito embora acredito que esse não seja, de todo, o objectivo do autor.

Dotado de uma escrita inteligente, cheia de pormenores e com um cariz crítico que me agrada bastante, é um livro que não será levado de ânimo leve, nem será leitura para todos. Ainda assim, continuo a achar que João Cerqueira é um autor português que merece uma, duas ou três oportunidades.


A todos os que gostam de livros de humor inteligente, crítica social e política.


Classificação no Goodreads: ✰✰✰





Este livro foi também a minha leitura deste mês para o The Bibliophile Club, cujo tema é autores portugueses. Juntem-se ao grupo!






Já leram este livro ou têm curiosidade em lê-lo? Deixem a vossa opinião!
Participem no Desafio Literário do blog!







 
*Este blog é um afiliado WookBook Depository e Amazon UK e ES. Ao comprarem através do meu link estão a contribuir com uma pequeníssima percentagem que poderá contribuir para o crescimento do mesmo*

Comentários

Mensagens populares