Sugestão de Leitura | Raparigas Como Nós, Helena Magalhães

Helena Magalhães não é apenas mais "uma rapariga como nós". É uma mulher de sucesso, que procura realizar os seus sonhos e que nos inspira a ser como ela. Amiga do ambiente, de gatos e de livros, Helena é a verdadeira influência a ter em conta.
Nascida provavelmente na mesma década que muitas de nós, Helena não esconde a sua adoração pelas Spice Girls, pela literatura YA e pelas coisas belas e simples da vida. Há quem diga mesmo que "os 30 são os novos 20" e Helena Magalhães é a prova viva de que ter um espírito jovem e gostos ditos "de menina" não são sinónimo de não ter uma consciência focada naquilo que é importante. Não é sinónimo de ser irresponsável, nem de ter falta de objectivos de vida.
Helena Magalhães é, por isso, uma autora a ter em conta e, após o Diz-lhe que Não, brinda-nos agora com este YA que promete ser a sensação dos próximos tempos. Raparigas Como Nós está a partir de hoje disponível nas livrarias. Parabéns, Helena 💜

A autora estará na Feira do Livro de Lisboa no dia 10, pelas 19h, para o lançamento do livro.

Foto: Instagram da autora - @helenaimagalhaes



Uma história de amor irresistível, que é também o retrato de uma geração que cresceu sem redes sociais. Pode uma paixão da adolescência marcar o resto da vida?


Festivais de Verão, tardes na praia, experiências-limite com drogas, traições e festas misturam-se com amores improváveis e velhas amizades. Um romance intemporal nos cenários de Lisboa, Cascais e Madrid, que mostra tudo o que pode esconder-se atrás da vida aparentemente normal de uma rapariga… como tu.



«Beijamo-nos ao som daquela música que ouvia em casa sozinha deitada na minha cama. Durante o resto da vida, não importaria o que estivesse a fazer ou onde, quando ouvisse os primeiros acordes […], recordar-me-ia do olhar do Afonso fixado em mim, da sua mão no meu rosto, do meu coração a tremer e de me sentir a rapariga mais feliz do mundo. Porque Lisboa está cheia de bares a abarrotar de miúdas bonitas que, num piscar de olhos, se colocariam de gatas a ronronar nas suas pernas. Mas ele viu-me a mim.»

«Se algum dia se sentirem sozinhas, estranhas, deslocadas do mundo que vos rodeia, lembrem-se da Isabel, da Alice, da Luísa, da Marina e até da Marisa das argolas… Raparigas como nós.»





Já leram o outro livro da autora?
Qual é a vossa opinião?







*Este blog é um afiliado WookBook Depository e Amazon UK e ES. Ao comprarem através do meu link estão a contribuir com uma pequeníssima percentagem que poderá contribuir para o crescimento do mesmo*


Comentários

  1. Adorei o que escreves-te no início do post sobre a Helena. Não sei se ela já viu, mas com certeza vai chegar-lhe ao coração S2 Ainda não tive oportunidade de ler, mas quero muito.
    Beijinhos, Fofocas Literárias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Awww, obrigada ^^ É a mais pura das verdades. Acho que temos ali uma grande, grande mulher e fico orgulhosa de haver alguém que consiga levar os livros até tanta gente e tanta gente diferente!
      Também estou ansiosa para ler. Comecei agora o Diz-lhe Que Não :D
      Um grande beijinho ^^

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares