Hidden Gems da Literatura - Parte II

Tal como prometido, cá estou eu para explorar mais algumas pérolas da literatura que andam demasiado fora do radar. Os livros que vos trago hoje são todos de leitura rápida, são livros que nos prendem a cada uma das suas páginas com imensa força.


Como já referi tantas outra vezes, comecei a ler relativamente tarde. Este foi um dos primeiros policiais que li, praticamente todo de uma assentada e adorei-o!
Escrito nos Ossos é o segundo livro de Simon Beckett - na altura não sabia e, portanto, foi o primeiro que li do autor - mas não necessita de qualquer introdução. Se gostam de séries como Criminal Minds ou dos livros de M. J. Arlidge, por exemplo, dêem uma oportunidade a este livro e vão ver que não se arrependerão.

Simon Beckett é editado em Portugal pela Presença e o primeiro livro do autor é A Química da Morte.


Parece-me que nem a série, nem o livro tiveram grande audiência em Portugal.
Podem muito bem esquecer a série - se é mazinha para quem não leu os livros, para quem os leu é absolutamente pavorosa!
Mas os livros... bem, os livros são brutais, devoram-se em menos de nada e devem ser lidos por toda a gente do mundo inteiro :D Não posso adiantar nada sobre Wayward Pines, de Blake Crouch. Portanto, apenas vos posso aconselhar a ler a sinopse e a entrar neste mundo que vos deixa em ressaca literária depois de lerem a trilogia!

Blake Crouch é editado pela Suma de Letras.


Não sei se por ser de uma editora mais pequena, se por não ter tido uma estratégia de marketing gigantesca ou por ter uma adaptação a cinema que não chegou aos ecrãs deste país, mas A Rapariga que Sabia Demais, de M. R. Carey é tudo o que fãs de dystopia/pós-apocalíptico podem pedir e mais ainda! Todo o enredo, os personagens, a acção, o fim, tudo é de ler e chorar por mais. O filme é engraçado mas não está à altura do livro (como acontece com a maior parte das adaptações a cinema e TV). Por isso, apelo a quem ficar com curiosidade que não se fique pelo filme e leia mesmo o livro. Vale a pena cada minuto que lhe possam dispensar.
Um livro da editora Nuvem de Tinta.


Last but not least, O Feitiço da Lua, de Sarah Addison Allen. Foi amor à primeira leitura. Já li praticamente todos os livros da autora e este é e vai ser sempre (ou não...) o meu preferido. Para quem gosta de romance, com um toque de "magia", qualquer livro de Sarah Adisson Allen é um bom livro. Sinto bem no fundo do meu ser que esta autora é extremamente desprezada e menosprezada e que merece uma oportunidade por cada livro já publicado em Portugal pela Quinta Essência.
Se estiverem a passar um mau bocado, se estiverem numa ressaca literária, se quiserem simplesmente ficar de coração cheio ao aperceberem-se da magia e do significado de todas as pequenas coisas, não posso aconselhar mais qualquer livro desta senhora. Experimentem ;)


Já leram algum destes livros? Ficaram com curiosidade para explorar algum autor em particular? Partilhem as vossas opiniões ;)



Comentários

Mensagens populares