Book Review - Dark Matter

No ano passado li a trilogia Wayward Pines. Foram três dos melhores livros que li, sem dúvida. Não só no ano passado mas desde sempre - é uma das minhas trilogias preferidas. Portanto, fiquei extremamente curiosa para pegar noutros livros de Blake Crouch. Na Feira do Livro deste ano, decidi aproveitar a Hora H para comprar Matéria Escura (o único que também está traduzido em Portugal).



Título: Dark Matter / Matéria Escura (PT)
Autor: Blake Crouch
Editora: Suma
Ano: 2016
Páginas: 424

Sinopse:

Será que aquilo que vemos é de facto real?

"Estás satisfeito com a tua vida?" Estas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de ser deixado inconsciente por um homem mascarado. Quando desperta, está amarrado a uma maca, cercado por estranhos, e um desconhecido sorri-lhe, dizendo: "Bem-vindo de volta, meu amigo."
Neste mundo para o qual acaba de acordar, a vida de Jason não é a que conhece. A sua mulher não é a sua mulher. O seu filho nunca nasceu. E Jason não é um simples professor de física, mas um génio famoso que conseguiu algo verdadeiramente notável, algo impossível.
Qual dos dois mundos é um sonho? E mesmo que a casa de que ele se lembra seja real, como pode Jason voltar para a família que ama? As respostas estão numa viagem maravilhosa e assustadora, que irá forçá-lo a enfrentar o seu lado mais obscuro, enquanto luta contra um inimigo terrível, aparentemente imbatível.

Um thriller de ficção científica com um argumento brilhante, implacavelmente surpreendente, do autor de Wayward Pines, sobre escolhas, caminhos não percorridos, e quão longe somos capazes de ir para reivindicar a vida com que sonhamos.

 - OPINIÃO (atenção, contém alguns spoilers) -

Ao contrário do que esperava, esta não foi uma leitura para 5 estrelas. Provavelmente deveria ter começado a ler Blake Crouch por este livro e não pela trilogia Wayward Pines. As expectativas estavam no topo e, apesar de ser bom, para mim não está ao mesmo nível. Apesar de tudo, provavelmente foi o livro mais sci-fi que li em toda a minha vida e estou muito orgulhosa de ter ido até ao fim e ter gostado.

Estamos perante um thriller sci-fi, em que nos são explicadas diversas teorias e conceitos de física quântica que, algumas vezes, nos deixam um bocadinho «abananados». No entanto, o passo é rápido e, apesar de termos um livro com quase 500 páginas, parece-nos que tem 100. No fim, é fácil de ler e não o queremos largar até chegar à última palavra e ver como vai acabar a história de Jason.
Blake Crouch é um mestre na escrita de mundos distópicos e, apesar de estarmos perante um livro sci-fi e não dystopian, os mundos que nos são mostrados neste multiverso são - para esta vossa amante assumida de literatura distópica - o ponto alto da narrativa. Se o autor pegasse nalguns dos mundos que nos descreve e construísse livros sobre cada um deles, provavelmente teríamos mais algumas obras primas deste género literário.
Achei que o tema abordado era extremamente interessante e, em igual dose, intrigante. 
É um livro que nos faz, sem dúvida, pensar sobre a fugacidade da vida e sobre o poder das nossas escolhas. Aborda a resiliência humana e a importância de corrermos atrás daquilo que mais amamos. É, sobretudo, um livro que nos compele a reflectir sobre as vantagens de não desistirmos dos nossos objectivos e valores, apesar de todos os obstáculos que possamos encontrar no caminho.
Incrivelmente bem escrito e elaborado, com personagens fortes e uma história que nos prende do início ao fim, este poderá ser um óptimo livro para quem se quer iniciar na leitura de sci-fi numa vertente mais adulta. Recomendo.


- RECOMENDO -

Sinceramente, nunca li nem tive na minha posse nenhum livro semelhante a este. Por isso, não sei a que leitores poderei recomendar este livro.
Posso apenas voltar a referir que poderá ser um bom livro para quem se queira iniciar no mundo sci-fi.
Como não podia deixar de ser, mais que recomendo a leitura de Wayward Pines, caso gostem deste livro.


Classificação no Goodreads: ✰✰✰✰ 

Comentários

  1. Senti o mesmo, Wayward Pines foi aquela trilogia que me maravilhou ^ Pines está mesmo nos meus livros favoritos e depois o Matéria Escura chegou mehhh. Provavelmente dos poucos livros que escrevi uma recensão negativa hahahahha https://bookaholickingdom.blogspot.com/2016/11/materia-escura-de-blake-crouch.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que os primeiros dele - antes do Wayward ou do Dark Matter - são mauzinhos... Parece que o ponto alto foi mesmo o Wayward. Devorei-os de seguida e adorei mesmo. Quanto ao Dark Matter, concordo qb com a tua opinião :P Expectativas muito altas normalmente acabam sempre em desilusão =|
      Beijinhos ^^

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares