Dia Mundial da Poesia

Hoje o mundo celebra o Dia Mundial da Poesia, essa forma literária que, na minha opinião, tem muito menos apoiantes do que devia.
Em gesto de comemoração, queria partilhar convosco os meus autores de poesia e poemas preferidos.

Em primeiro lugar, inevitavelmente, o meu poeta preferido é Fernando Pessoa. Este grande poeta que, felizmente, nos é dado a conhecer na escola foi, para mim, amor à primeira leitura. Ortónimo, heterónimo, tudo e qualquer coisa que este génio tenha escrito me fala ao coração de uma forma muito particular.

«Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em casa coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.»


Além de Fernando Pessoa, há uma senhora que me faz vibrar com cada letrinha que escreveu: Florbela Espanca. Cedo li a sua obra poética e fiquei sem fôlego. Qualquer amante de poesia deve ler a sua obra absolutamente única - musical, melancólica e intensa.


«Eu sou a que no mundo anda perdida,

Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho,e desta sorte
Sou a crucificada… a dolorida…

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!…

Sou aquela que passa e ninguém vê…
Sou a que chamam triste sem o ser…
Sou a que chora sem saber porquê…

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!»

Neste dia de celebração, apelo a todos (e a mim própria) para que leiam mais poesia e para que se deixem inspirar e, quem sabe, rever nas palavras que outro alguém escreveu.


Apelo também para que participem no Giveaway que está activo no facebook até Sábado!

 
Feliz dia e boas leituras!

Comentários

Mensagens populares