Reler Livros

Já passou o meio do ano mas só há uns dias é que me lembrei de fazer um balanço em relação aos livros que queria ler durante este ano e os livros que efectivamente li. É um exercício extremamente engraçado de fazer tendo em conta que não leio propriamente aquilo que ambiciono ler, mas sim aquilo que me apetece ler. Portanto, no início do ano, propus-me ler 11 livros «avulso», 3 trilogias e, pelo menos, um livro de Anne Bishop e outro de Julliet Marillier. Destes, li um glorioso total de 2 livros! Eu sei... é hilariante e deprimente ao mesmo tempo. Destes 11 livros, três foram abandonados antes de chegar a meio; outro, preciso de reler o anterior para o poder ler.

Isto leva-me a um problema bastante específico: reler livros. Tenho centenas de livros por ler. Portanto, que tempo me resta para reler livros? Que livros é que gostava realmente de reler?

Os únicos livros que alguma vez reli foram livros infantis, cobertos de imagens de uma ponta à outra. Nunca reli um único livro «a sério» na minha vida. Já tive imensa vontade de reler alguns livros, adorava reler a trilogia Hunger Games, acima de qualquer outro livro mas... em que patamar ficam os outros livros?

Existe um grave problema em não ler as trilogias de seguida... Esquecemo-nos de muitos pormenores, mesmo quando gostamos bastante do livro. Isto aconteceu-me com o Legend de Marie Lu. Um dos livros que queria ler este ano era o Prodigy (o segundo da trilogia de Marie Lu) e dei conta que precisava de reler o primeiro livro para poder ler o segundo. Entretanto, com a preguiça de o reler e começando a ler outros livros, passou-me a vontade de ler o Prodigy. E lá vamos nós outra vez, mais um livro que queria ler este ano que voltou a ficar em stand-by.

E porque é que não leio as trilogias de seguida? Ora... esta em particular, não li porque não tinha o segundo livro quando acabei o primeiro. Nessa altura, estávamos no Natal e eu queria desesperadamente continuar a história de June e Day. Tanto que troquei um dos livros que me foram oferecidos pelo Prodigy. Mas estava a ler outro livro qualquer e, quando o acabei, *puff* a vontade de ler o Prodigy já tinha fugido.

Não é fácil...

Portanto, fora a necessidade de reler livros para continuar as trilogias/sagas, não sou pessoa de sentir grande necessidade ou vontade de reler livros. Além disso, com a quantidade absurda de livros que tenho para ler há mais de 4 anos, é impossível dedicar o meu tempo a releituras. Admiro (mesmo!) as pessoas que conseguem ler 100 livros por ano e ler aquilo que acham que devem ler ou que têm em casa para ler, apenas pelo simples facto de gostarem de ler, e não porque têm uma necessidade quase absurda de ler aquilo especificamente. Admiro ainda mais quando dentro (ou além) desses 100 livros, ainda conseguem reler uns quantos. Vénias, a sério! Adorava, mas não consigo. Não tenho tempo, posso não ter disposição... não dá para reler livros na minha vida. Pelo menos, para já.





Aqueles que não tiveram oportunidade de ver a boa nova, deixo-vos aqui o link :)  Mantenham-se a par das minhas actualizações no Facebook, no Instagram e no Youtube.

Comentários

  1. Reli muito até aos meus 18 anos, quando o dinheiro para os livros escasseava mais, mas desde então...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começar a trabalhar e ter dinheirinho nosso é uma desgraça :P

      Eliminar
  2. R: claro! Só preciso de um email pois vou mandar por wetransfer.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares