Book Review - The Upside of Unrequited

Este livro foi-me gentilmente cedido pela Porto Editora para que pudesse ler e dar a minha opinião. Desde já, apresento-lhes o meu mais sincero agradecimento.



Título: The Upside of Unrequited / Os Altos e Baixos do Meu Coração
Autor: Becky Albertalli
Editora: Porto Editora
Ano: 2018
Páginas: 288


Aos 17 anos, Molly sabe tudo o que há para saber sobre o amor não correspondido. É que a jovem já se apaixonou 27 vezes, mas sempre em segredo. E por mais que a irmã gémea, Cassie, lhe diga para ter juízo, Molly tem sempre cuidado. É melhor ter cuidado do que sofrer.

Quando Cassie se apaixona, a sua nova relação traz um novo círculo de amigos. Dele faz parte Will, que é engraçado, namoradeiro e um excelente candidato a primeiro namorado da Molly. 

Mas há um problema: o colega de Molly, Reid, um cromo e fã incondicional de Tolkien, por quem ela jamais se apaixonaria… certo?

Uma história divertida e comovente sobre primeiros amores e a importância de sermos fiéis a nós mesmos.


A minha opinião sobre este livro é ligeiramente diferente da opinião que tive do Simon Vs. The Homo Sapiens Agenda.

Os Altos e Baixos do Meu Coração decorre no mesmo universo d' O Coração de Simon Contra o Mundo, e segue a história de Molly e da sua 27ª paixão. É um romance e, ao mesmo tempo, uma narrativa familiar. Portanto, paralelamente às aventuras de Molly, seguimos também o enredo das suas mães e da sua irmã gémea, Cassie. Seguimos ainda alguns personagens que já conhecemos do Simon e, por isso, é importante ler Os Altos e Baixos do Meu Coração depois de ler O Coração de Simon. Embora sejam duas histórias separadas, há alguns acontecimentos que se desenvolvem no Simon que, neste livro, já são um dado adquirido.
A Molly é uma menina com baixa auto-estima e ansiedade, que nunca teve coragem para assumir as suas paixões e, como tal, nunca teve um namorado. Até que um dia, com um empurrãozinho de Cassie e com uma pequena viragem na relação entre as gémeas, tudo poderá mudar.

Este livro lida com a diferença, com a aceitação de nós próprios e dos que nos rodeiam. É um livro extremamente diverso, constituído por personagens com diferentes orientações sexuais e etnias.

Contudo, e apesar da importância inerente ao livro e aos temas de que trata, o sentimento que tive ao lê-lo foi de repetição. Mesmo sendo de leitura instantânea (tive pena de não ter tempo para ler livros num só dia, porque este livro lê-se num só dia, sem dúvida) e de nos conseguirmos identificar e simpatizar facilmente com alguns dos personagens, acho que o livro gira demasiado em torno da história familiar e torna-se um bocadinho cansativo por esse motivo. Por rodar apenas naquele círculo, saltou-me particularmente à vista o facto de uma das mães de Molly não ter qualquer tipo de interacção com o irmão mais novo dela, Xavier. Num livro que dá tanta importância à família e às relações familiares, pareceu-me uma grande falha.

Enquanto no Simon temos várias histórias paralelas e um certo mistério à mistura, Os Altos e Baixos acaba por ser um drama familiar, acima de tudo. Acho que lhe falta a vibração do romance e o humor que temos no Simon.


No geral, fiquei ligeiramente desiludida. Parece que este é o primeiro livro da autora e que houve um retrocesso na escrita de Becky Albertalli. Sinto que existe menor preocupação com o desenvolvimento da personalidade dos personagens e que se torna num livro mais juvenil que o anterior. As minhas expectativas para ler Leah on The Offbeat decresceram um bocadinho mas isso não é necessariamente mau... ao menos não terei outra desilusão.

No entanto, os livros de Becky Albertalli são sempre muito importantes para abrir mentalidades e têm mensagens extremamente importantes para todos os adolescentes (e não só). Este sim - tal como o Simon -, deveria ser de leitura obrigatória na escola.

No fundo, foi mesmo a diversidade representada no livro que me absorveu e me levou a dar a pontuação que dei ao livro. O que importa de facto não é o aspecto, as crenças ou as orientações de cada um, mas sim procurarmos ser felizes com as diferenças daqueles que nos rodeiam.




1) A fãs de YA contemporâneo.
2) A interessados em ler livros com diversidade racial e sexual.
3) A fãs de John Green, Rainbow Rowell, Nicola Yoon e Jandy Nelson.


Classificação no Goodreads: ✰✰✰






Já leram este livro? Partilhem as vossas opiniões nos comentários!

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares