Why I Read YA

Muitas pessoas poderão perguntar-se porque é que uma mulher quase a alcançar os 30 ainda lê livros Young Adult... Ora, começo por dizer que há por aí muito boa gente mais velha que ainda lê este género de livros. E ainda bem! Temos imenso tempo para ser velhos de espírito. Mais vale termos um espírito jovem enquanto podemos realmente tê-lo. Não é por lermos livros «juvenis» que somos menos pessoa, menos cientes de nós próprios, menos mãe ou pai, menos adultos.
Gosto de ler este tipo de livros, tal como gosto de jogar jogos de tabuleiro ou de passar uma tarde a ver filmes ou séries atrás de séries com uma tigela de pipocas no colo. Ler Young Adult não me torna menos leitora, nem uma pessoa menos responsável, tal como não me faz menos responsável ter tatuagens ou ouvir metal. Vamos apreciar e viver a diferença na sua plenitude.

Aqueles que seguem o blog sabem que não leio apenas este tipo de livros. De vez em quando gosto de pegar num thriller. Aliás, vários dos meus livros preferidos são deste género. São livros adultos.

Estas são algumas razões que me levam a insistir em «não crescer» enquanto leitora, os motivos que me levam a ler YA.

1) Maior facilidade de relacionamento com os personagens. Nos livros adultos tenho personagens com idades mais próximas da minha, com problemas mais parecidos com os meus e com um estilo de vida mais parecido com o meu. Wrong. Apesar de já ter atravessado toda a faculdade, estar no mercado de trabalho há 10 anos e ter responsabilidade de pagar contas e renda de casa ao fim do mês, não tenho necessariamente de me  identificar com os personagens da minha idade, que têm filhos e uma vida profissional e financeira estável. I wish. Nem tudo são rosas e também existem histórias mais tristes. Mas, popularmente falando, para triste já me chega a minha...

2) É importante ler todos os YA que tenho em casa antes de me sentir velha e não conseguir estabelecer qualquer relação com os personagens. Estou a guardar os clássicos para a reforma. Os livros adultos não são muitos cá em casa, excepto os thrillers/policiais. Esses vou lendo. Os que forem de outro género, conforme forem as vontades, logo se lêem.

3) É tudo uma questão de géneros literários. Existem mais livros (ou mais livros que efectivamente me interessem) do meu género preferido YA do que adultos.


4) A leitura flui mais facilmente. Tal como não gosto de livros excessivamente descritivos, também não gosto de livros que demorem demasiado tempo para entrar na história ou que sejam tão densos que me afogo nas palavras enquanto estou a ler, como se estivesse a andar sobre areias movediças. Os livros adultos, com as devidas excepções, tendem a ser muito mais maçudos. Aqueles que li e achei extremamente densos, adorei-os. Mas com tantos livros que tenho para ler e que quero ainda arranjar para ler, não me posso dar ao luxo de ficar um mês ou mais agarrada a um livro que não anda para a frente, nem para trás.

5) Adoro YA! Adoro as premissas, adoro apaixonar-me pelos personagens, adoro apaixonar-me com os personagens. Adoro viver vidas tão diferentes da minha... Adoro ver como são os personagens de uma idade que já tive e não voltarei a ter. Adoro.

6) Se as autoras YA têm idades tão próximas da minha e podem ler YA para se inspirar para os livros delas, porque é que não hei-de ler YA também?! That's the question!


Não há nada de errado em ler YA. É uma opção como qualquer outra e faz tanto sentido como ler um livro adulto. #ireadYA

Comentários

  1. YA é o meu género preferido e sinceramente nunca percebi o preconceito que existe de adultos a lerem esse género literários. Sem ofensa, mas é muito mais divertido ;P continua a lê-los, pois ler é o que realmente importante. Os verdadeiros escritores não são aqueles que escrevem clássicos, mas sim histórias que encantam todas as idades e géneros.
    Muitos beijinhos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo mais divertido :P
      É exactamente o que eu penso. O importante é ler e o que para mim é literatura e são bons livros, pode não ser para o resto do mundo. No judgements!
      Aplaudo a tua última frase :D

      Um grande beijinho, Raquel :)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares