Book Review | Reflexões do Diabo

Nunca um livro tão pequeno me surpreendeu tanto. Reflexões do Diabo é um livro escrito por um autor português o que, desde logo, poderia constituir um entrave para lhe pegar (lamento ferir sentimentos). No entanto, durante dois ou três dias não conseguia parar de olhar para ele e pensar «tenho que te ler, já estás aqui há imenso tempo (muito mais de um ano)...» e, sendo tão pequeno, peguei-lhe, sem medos, mesmo já estando a ler outros livros ao mesmo tempo.
E foi o melhor que fiz...

Título: Reflexões do Diabo
Autora: João Cerqueira
Editora: Saída de Emergência
Ano: 2010
Páginas: 45


Neste livro invulgar, fazemos uma viagem à identidade de uma das figuras mais antigas da humanidade: O Diabo. De todas as entidades, sempre foi a que despertou mais curiosidade, polémica, medo, desacordo e até fascínio. Seguramente será uma das mais vastas e complexas personalidades de todos os tempos. Já retratado de inúmeras formas, na literatura, nas artes plásticas, na música e no cinema; inspirando tudo o que é arte, o Diabo considera que a sua representação nunca lhe fez justiça. Cansado de tanta inverdade, decide deixar as suas reflexões acerca da sociedade e de como os homens se aproveitaram dele desde o início dos tempos. Ironista por natureza e sarcástico por vocação, o Diabo irá colocar o dedo em muitas feridas que farão o leitor reflectir e olhar para si próprio de uma forma diferente.




Reflexões do Diabo é um texto satírico e irónico, em que vemos alguns dos males da sociedade expostos pelos olhos do Diabo em pessoa. É, portanto, uma crítica social e religiosa, imprópria para religiosos praticantes (e ainda menos fanáticos), envolta numa capa de livro lindíssima.
Através deste livro, João Cerqueira faz uma crítica dos crentes que, cegos com a sua devoção, atribuem os males do mundo única e exclusivamente ao diabo. Por sua vez, o Diabo transmite-nos o seu ponto de vista, inocentando-se desses males que lhe são imputados.


«Chegamos então a duas conclusões: Ele é responsável pela conduta maligna do homem e, sujeitando-o a leis impossíveis de cumprir, deleita-se com o inevitável sofrimento de que são vítimas os seus seguidores.»

É um livro absolutamente inteligente e ecléctico, repleto de humor negro, que nos leva a questionar várias questões éticas e morais. É perfeito para qualquer pessoa que ponha a ciência acima da religião e que questione os dogmas religiosos da nossa sociedade. É um livro que expõe todas as opiniões que provavelmente são partilhadas pela maior parte dos ateus em meia dúzia de páginas e, por isso, não podia ser mais perfeito.
Sinceramente, senti que este livro podia ter sido escrito por mim, tal é o modo como espelha os meus sentimentos e questões. Por norma, não costumo marcar os livros à medida que os vou lendo mas este livro foi contra todas as normas que regem a minha leitura e, apesar de ser muito pequeno e de leitura extremamente rápida, acabei por ter que me levantar para ir buscar post-its para marcar todas as passagens que mais me chamaram a atenção. Até agora, foi o livro que mais gostei este ano. Foi uma leitura brutal, identifiquei-me com tudo aquilo que o autor partilha connosco e achei-o extremamente bem escrito.
João Cerqueira é um historiador de arte mas, com este livro, conseguiu criar o seu próprio legado artístico. Merece todo o crédito que lhe possa ser concedido e recomendo esta leitura com toda a essência do meu ser. Infelizmente, Reflexões do Diabo era uma edição limitada a 400 exemplares e já não está à venda no mercado, mas encorajo todos os interessados em lê-lo a procurar debaixo de todas as pedras por um exemplar perdido ou, em última instância, a implorar à Saída de Emergência para editar mais uns quantos.
Sinto que iria haver muito mais gente a identificar-se com este livro, que tem tudo para chegar longe.


Todos devem ler este livro. É um livro de ficção que podia também ser não-ficção. É tudo-em-um.
Faço, no entanto, uma chamada de atenção para pessoas crentes, que poderão atirá-lo directamente para o lixo. No entanto, nos tempos que correm, toda a gente deve ter uma mente aberta a opiniões e poderá ser uma boa reflexão não só para o diabo...


«Poderá uma minoria proceder de igual forma animada pelo sentimento do amor, é verdade, todavia, para a maioria dos homens e das mulheres é de facto o ódio a poção miraculosa que os dota de forças sobre-humanas, de poderes apenas sonhados antes de tal emoção aflorar, transformando assim a anterior apatia em determinação inquebrantável.
Uma espécie de fé.»

Classificação no Goodreads: ✰✰✰





Já leram este livro ou têm curiosidade em lê-lo? Deixem a vossa opinião!
Participem no Desafio Literário do blog!




 
*Este blog é um afiliado WookBook Depository e Amazon UK e ES. Ao comprarem através do meu link estão a contribuir com uma pequeníssima percentagem que poderá contribuir para o crescimento do mesmo*

Comentários

Mensagens populares