Quando os livros se aliam à Sétima Arte

Foi este o mote para a partilha do passatempo Wook no Facebook e é este o mote para o post de hoje.
Hoje em dia vemos muito poucos filmes com um screenplay original. A maior parte dos filmes que vemos estrear no cinema são baseados em livros. Isso é positivo ou negativo?
Tenho discutido este assunto com algumas pessoas e penso que se trata de um tema com bastante interesse.
Na minha opinião, está a perder-se a originalidade em tudo, estão a perder-se conteúdos exclusivos e está a perder-se o potencial de criação dos indivíduos. O cinema não está a ser excepção. Para mim, há alguns anos que os filmes que vão a Óscar são absolutamente banais ou têm uma boa fotografia - o que faz deles merecedores desse Óscar e não do de melhor filme - e, para mim, esse facto deve-se, muitas vezes à falta de criatividade empregue nos mesmos. Menos é mais, mas vá lá... quando se trata de cinema, o menos torna-se aborrecido.
Vê-se essa falta de originalidade precisamente quando se pegam em histórias já existentes - dos livros que qualquer outra pessoa escreveu - e se decide adaptar ao grande ecrã. Isto para o povo português, que praticamente não lê e é extremamente comodista, cai que nem ginjas. O tão-comum "Ah, leste o livro" - "Não, vi o filme" é o pão nosso nas conversas de café e transporte público. Para quê darem-se ao trabalho de ler um livro quando por menos de 5€ e em 2h de entretenimento têm o livro (acham eles) todo debitado? Como a maior parte dos leitores "à séria" saberá... o livro é sempre melhor que o filme.
Acho que, principalmente com a velocidade a que se estão a adaptar os livros a cinema, - vejamos o caso em que falei há dias do Children of Blood and Bone - estamos a caminhar, mesmo que não no mundo inteiro, pelo menos em Portugal, para que se leia cada vez menos.
Para mim é definitivamente um flagelo e as adaptações, tantas vezes, são tão diferentes do livro que chega a ser triste de ver.
Não me interpretem mal, até porque dois dos meus filmes preferidos são baseados em livros - Sweeney Todd e The Phantom of The Opera - e ainda há pouco, na review do Illuminae, disse que o livro poderia ser um épico do cinema - mas com o devido orçamento para fazer dele um grande filme e não apenas mais um filme baseado num livro, banalíssimo e para constar na lista dos cerca de 20/30 livros que são adaptados por ano a cinema.
Não sou contra a adaptação e concordo que se possam fazer filmes de grandes épicos da literatura como O Senhor dos Anéis (que, ao que parece também está a ser adaptado para série de TV, o que já é de pôr em causa), ou Harry Potter mas adaptar só por adaptar é ridículo.

Qual é a vossa opinião em relação a este assunto? Há algum livro que gostassem especialmente de ver adaptado a cinema (ou série de TV)?

Quais são, na vossa opinião, as melhores e piores adaptações de livros a cinema?



Comentários

Mensagens populares